Sábado, 03/12/2016 – Veja todos os posts publicados nesta semana.

Da Hora!

ACHAM QUE É BONITO SER FEIO?

(Publicado em 03/12/2016)



Estive em Brasília nesta última semana, para participar de dois eventos: uma reunião de professores do curso de pós graduação Master em Iluminação (ESP/JamileTormann) e a segunda etapa do 9º Congresso Nacional dos profissionais do Sistema Confea Crea.

No primeiro evento cada um dos participantes estava pagando a sua própria conta (exceto pelo excelente almoço oferecido pelos anfitriões, Farlley e Jamile, que mereceria um artigo só de elogios). No segundo evento as despesas foram integralmente pagas pelo Confea, que bancou as passagens aéreas e diárias para todos os mais de 500 delegados participantes. Até aí, nada de novidade.

Mas, enquanto na reunião dos professores todos (TODOS!) chegaram no horário (ou alguns minutos antes da hora marcada) permitindo alta eficiência e produtividade para os trabalhos, o mesmo não ocorreu no CNP.

Como sempre, infelizmente, os atrasos absurdamente longos se repetiram. Como eu valorizo o meu tempo (e acho que todos deveriam ter mais respeito pelo tempo dos outros), escrevi dois posts no Facebook. No primeiro dia do evento, uma hora depois do horário marcado para o início eu publiquei uma foto com o seguinte texto: "NÃO TEM PERIGO DE DAR CERTO
2ª etapa do 9º CNP em Brasília, DF
Pelo menos uma hora de atraso para iniciar os trabalhos. Uma vergonha!" (Veja AQUI)

No segundo dia, no horário marcado para o início, publiquei um vídeo de 10 segundos do auditório praticamente vazio (apenas 25 presentes) e o seguinte texto: "Mais de 500 profissionais do Brasil inteiro estão em Brasília (tudo por conta do Confea). 9h00 da manhã, hora do início dos trabalhos. Este é o quorum.
Não sei vocês, mas eu considero isso inaceitável.
Temos de ser mais responsáveis e produtivos." (veja AQUI)

Ao longo dos dois dias recebi diversos contatos pelo telefone ou Whatsapp de amigos me alertando que Fulano de Tal ficou chateado com o post ou que Beltrano criticou minha atitude de ter exposto o problema. (tudo gente graúda. Presidentes, conselheiros, inspetores...)

Ah, vão criar vergonha na cara!

Como é que alguém tem coragem de achar ruim que eu reclame de um atraso de uma hora no início dos trabalhos ou de um quorum de 25 pessoas para o horário previsto para a abertura do dia (quando temos em Brasília mais de 500 delegados, todos remunerados com diárias pagas pelo Confea)?

Pior é que essas pessoas não têm coragem de ir lá, no Facebook e publicar um comentário reclamando da postagem. Ficam fazendo intrigas nos cantos, nos corredores e em mensagens do Whatsapp.

Se o sistema profissional quiser ser relevante e significativo no cenário nacional (coisa que deixou de ser faz muito tempo!) é preciso rever uma série de coisas. Estamos num caminho muito ruim. A falta total de compromisso, manifestada pela impontualidade apontada naqueles post é apenas a ponta de um imenso iceberg. E se algum desses que estão reclamando dos meus comentários quiser discutir isso comigo aqui, no nosso site, estamos disponíveis, sem nenhum problema.

Ainda durante o CNP tive um breve encontro com os jovens estudantes e recém-formados do CreaJr. Fiz um pequeno discurso muito inflamado. Repito aqui a essencia do que disse a eles: "é bom que a moçada do CreaJr veja o que NÃO deve ser feito. Repetir esse modus operandi dos mais velhos não leva ao sucesso da Engenharia e da Agronomia. Leva, quando muito, a conquistas pessoais e de grupos. Nosso Sistema profissional precisa de uma revolução!"



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br



---Artigo2016 ---Valorização Profissional

Deixe AQUI o seu comentário

ENTRE ASPAS (www.eniopadilha.com.br)

"Se fiz descobertas valiosas, foi mais por ter paciência
do que qualquer outro talento."

ISAAC NEWTON

(1643-1727)
Cientista inglês, citado na Revista Trimestral da Odd-Fellows, Manchester Unity publicado pela G.M. e Conselho de Administração,
página 146

ENTRE ASPAS (www.eniopadilha.com.br)

"Um verdadeiro líder deve trabalhar arduamente para diminuir
as tensões, especialmente quando está lidando com questões
delicadas e complicadas. Extremistas normalmente vicejam
quando há tensão, e a emoção pura tende a sobrepujar
o pensamento racional."

NELSON MANDELA

(1918-2013)
Lider Sul-Africano, Prêmio Nobel da Paz em 1993 no livro
Conversas que Tive Comigo de 2010, página 375

ENTRE ASPAS (www.eniopadilha.com.br)

"Um dos grandes desafios que nós, arquitetos, às vezes temos que enfrentar é aprender a olhar o futuro sem perder de vista o passado, progredir sem destruir, avançar sem descaracterizar, crescer sem esquecer o que deixamos para trás."

DORYS DAHER

Arquiteta e Urbanista Escritora, no livro
Cimento, Batom e Pérolas Quem tem Medo de Arquiteto, página 108

ENTRE ASPAS (www.eniopadilha.com.br)

"Qualquer novo conhecimento provoca
dissoluções e novas integrações."

HUGO VON HOFMANNSTHAL

(1874-1929)
Escritor austríaco no livro O Livro dos Amigos

ENTRE ASPAS (www.eniopadilha.com.br)

"Ao contrário do que se diz, o diálogo tido como terapêutico é bem parecido com qualquer outro, desde que ambos os participantes estejam interessados um no outro."

JOSÉ ANGELO GAIARSA

(1920-2010)
Psiquiatra e autor, no livro O Olhar, página 55

ARTIGOS DE ÊNIO PADILHA

VALE A PENA PARTICIPAR DE ENTIDADES DE CLASSE?


ÊNIO PADILHA
professor@eniopadilha.com.br






Em 2010 aconteceu (em Cuiabá) o 7º Congresso Nacional dos Profissionais do Sistema Confea/Crea.

Centenas de eventos preparatórios (locais, regionais e estaduais) foram realizados no Brasil inteiro, envolvendo todos os profissionais interessados em participar do processo. Para orientar as discussões desses eventos preparatórios o Confea elaborou um caderno com Textos Referenciais relativos aos diversos temas do Congresso.

Um desses textos foi escrito por mim, para o Eixo Referencial EXERCÍCIO PROFISSIONAL e tem o título "O EXERCÍCIO PROFISSIONAL E A SUSTENTABILIDADE DAS PROFISSÕES: UMA ABORDAGEM MERCADOLÓGICA" (16 páginas). O tópico 5 deste artigo relaciona "Dez Elementos para o Exercício Profissional Sustentável". E aqui está um desses elementos:


5.3 ENVOLVER-SE NAS ATIVIDADES DAS ORGANIZAÇÕES PROFISSIONAIS

Ninguém questiona o fato de que a valorização profissional e o engrandecimento da marca profissional no mercado passa pelo fortalecimento das Entidades de Classe.

Mas o que é uma Entidade de Classe Forte? Se um dirigente pretende fortalecer as entidades de classe, como podemos avaliar o seu desempenho nessa missão? E por que existe esse consenso de que Entidade de Classe Forte é igual à profissão forte e valorizada?

Vamos por partes. E começamos pela última questão: Entidades de Classe são organizações que, geralmente, são bem acolhidas pela sociedade. Em geral, são vistas como uma manifestação coletiva dos indivíduos que a compõem. Uma espécie de representante do pensamento do grupo na sociedade. Por serem organizações que brotam de dentro pra fora (e de baixo pra cima, fruto da vontade de seus integrantes originais) são, geralmente, consideradas mais legítimas do que organizações que existem para dar suporte a determinações legais (como os conselhos e sindicatos).

Em outras palavras, as entidades de classe são a parte, digamos assim, pura, das organizações do sistema. Ou, pelo menos, é assim que são vistas pela sociedade. Se elas forem fortes e determinantes a profissão que ela representa tende a ser considerado forte e determinante também.

E o que é ser uma entidade forte e determinante? É ser percebida, pela sociedade, como uma instituição que precisa ser ouvida e respeitada nas questões que envolvem o objeto da profissão representada. Se, numa determinada cidade, a prefeitura promove uma discussão sobre saúde pública e dela não participa, de forma determinante, a Associação Médica local, podemos ter certeza de que essa entidade de classe não é forte. Da mesma forma, uma Entidade de Classe de Engenharia, de Arquitetura ou de Agronomia, para ser considerada forte, precisa estar presente, de forma determinante, em todas as discussões da região que envolvem os objetos de interesse dessas profissões (isto significa praticamente toda a atividade social da região).

Por isso, ser presidente, membro da diretoria ou participante ativo da sua entidade de classe é tão interessante e constitui uma contribuição tão relevante para o engrandecimento da categoria e a valorização profissional.

Participar da Entidade de Classe e trabalhar pelo seu funcionamento e crescimento, tarefa que geralmente consome tempo e energia sem nenhuma contrapartida direta é um gesto de desprendimento que caracteriza os profissionais que desejam verdadeiramente que a profissão seja valorizada e que a marca profissional permaneça viva (e forte) na mente das pessoas.



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br




Para copiar e reproduzir este artigo, conheça nossas REGRAS PARA PUBLICAÇÕES




(veja o artigo completo, baixando o arquivo abaixo)

O EXERCÍCIO PROFISSIONAL E A SUSTENTABILIDADE DAS PROFISSÕES: UMA ABORDAGEM MERCADOLÓGICA
(arquivo .PDF - 15pág)

---ValorizacaoProfissional ---EntidadedeClasse

DEIXE SEUS COMENTÁRIOS

Anotações

ANUNCIADOS OS VENCEDORES DO PRÊMIO APCA 2016
NA CATEGORIA ARQUITETURA

(Publicado em 02/12/2016)



Desde 2010, a APCA incorporou os críticos de arquitetura, concedendo anualmente sete prêmios: Homenagem pela trajetória, Urbanidade, Obra de arquitetura, Preservação de patrimônio moderno, Pesquisa, Fronteiras da arquitetura, e Apropriação urbana.

O corpo de críticos da edição deste ano na categoria Arquitetura foi composto por Abilio Guerra, Fernando Serapião, Francesco Perrotta-Bosch, Gabriel Kogan, Guilherme Wisnik, Hugo Segawa, Luiz Recaman, Maria Isabel Villac, Mônica Junqueira de Camargo e Nadia Somekh.




Para obter mais informações visite archdaily

Deixe AQUI o seu comentário

Anotações

SENADO DEVE VOTAR HOJE ALTERAÇÃO NA LEI DE LICITAÇÕES
QUE PERMITE CONTRATAÇÃO INTEGRADA

(Publicado em 01/12/2016)



O Senado Federal deve votar hoje (1º) o Projeto de Lei do Senado (PLS) 559/2003, que revisa a Lei de Licitações (Lei 8.666/1993).

Entre as mudanças propostas, está a incorporação da contratação integrada para empreendimentos acima de R$ 20 milhões. Na modalidade, a obra é licitada utilizando apenas o anteprojeto, e fica por conta da empreiteira a elaboração de projetos definitivos.




Para obter mais informações visite infraestruturaurbana.pini

Deixe AQUI o seu comentário

Anotações

PALESTRA DESTACA A IMPORTÂNCIA DAS ENTIDADES DE CLASSE

(Publicado em 28/11/2016)



Após a cerimônia de abertura do 42º Encontro Paraense de Entidades de Classe, em Foz do Iguaçu, foi proferida pelo ex-presidente do Confea, engenheiro civil Marcos Tulio de Melo, a palestra com o tema ‘Associativismo – A importância das entidades de classe para o sistema Confea/Crea’. O palestrante apresentou as principais atribuições deste sistema e das entidades de classe.

Conforme explica o engenheiro, dentre as principais atribuições do sistema Confea/Crea estão o registro de cursos, profissionais e pessoas jurídicas para exercer atividades de engenharia, agronomia, geologia, geografia e meteorologia; normatizar e regulamentar o exercício profissional; fiscalizar o exercício e as atividades profissionais; adotar o Código de Ética Profissional e julgar as infrações éticas e registrar as tabelas básicas de honorários profissionais. Já as principais atribuições das entidades de classe são organizar, mobilizar, valorizar, defender e representar os interesses dos profissionais vinculados; elaborar, aprovar e divulgar o Código de Ética Profissional; elaborar as tabelas básicas de honorários profissionais; e compor a representação dos profissionais nos plenários dos Creas.

“É papel das entidades de classe defender os interesses dos profissionais, além de elaborar o Código de Ética e as tabelas de honorários, que são elementos muito importantes na atuação de todos, o que coloca as entidades em um papel essencial para a existência e funcionamento do sistema Confea/Crea”, destaca Marcos Túlio.



Para obter mais informações visite crea-pr

Comentários?

TURISTA ACIDENTAL

BRASÍLIA-DF

O Turista Acidental (Ênio Padilha) está em Brasília-DF, para participação na segunda etapa do 9º CNP - CONGRESSO NACIONAL DE PROFISSIONAIS DO SISTEMA CONFEA com organização e promoção do Confea - Mútua.





BRASÍLIA


Brasília é a capital federal da República Federativa do Brasil, e a quarta cidade mais populosa com 2.562.963 de habitantes, possui o segundo maior PIB per capita do Brasil (40 696,00 reais), superada apenas por Vitória-ES (60 592,00 reais). Brasília é a terceira capital do Brasil, após Salvador e Rio de Janeiro.






Veja as fotos do Turista Acidental:






O título desta seção é uma referência ao livro "O Turista Acidental" da escritora norteamericana Anne Tyler.

Veja mais fotos desta viagem

ARQUITETURA

CASA TÉRREA OU SOBRADO?
O Arquiteto Jean Tosetto explica.

SENSACIONAL! É o mínimo que eu posso dizer desse vídeo de 4min30 feito pelo meu amigo e parceiro Jean Tosetto.
Ele apresenta, de forma didática argumentos que os colegas arquitetos podem utilizar para esclarecer dúvidas dos clientes sobre construir residências térreas ou sobrados





Tire 4min30s para ter essa pequena aula.

Comentários?

ARQUITETURA

DAVID LIBESKIND GANHA EXPOSIÇÃO NO CONJUNTO NACIONAL, EDIFÍCIO QUE PROJETOU EM 1952

(Publicado em 01/12/2016)



A vida e a obra do arquiteto paranaense David Libeskind, falecido em 2014, são temas de uma exposição no Conjunto Nacional, edifício em São Paulo projetado por ele. A mostra que ficará em cartaz até 23 de dezembro reúne não só imagens do trabalho de Libeskind como arquiteto, mas também como pintor, desenhista, designer gráfico e de móveis.

O artista é reconhecido na arquitetura por ter se desvencilhado do racionalismo funcionalista, mesmo tendo se inspirado no modelo cultural da vanguarda. O início de sua carreira deu-se no começo da década de 50, concluindo o curso de arquitetura e urbanismo na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em 1952. Apenas dois anos depois, projetaria a sua obra mais importante, e que hoje é palco de sua vida e percurso profissional.




Para obter mais informações visite au.pini

Deixe AQUI o seu comentário

ARQUITETURA

39 HÁBITOS ESTRANHOS COMUNS ENTRE ARQUITETOS

(Publicado em 30/11/2016)



Recentemente, foi divulgada uma lista com os hábitos estranhos de alguns arquitetos famosos. De beber no trabalho a rotinas de sono desregradas, percebemos o quão esquisitos podem ser estes renomados profissionais. Mas e quanto ao resto de nós? Não são apenas os famosos que são estranhos, afinal, é difícil passar tanto tempo em função da profissão sem desenvolver alguns hábitos incomuns durante o caminho. Seja o modo como trabalhamos, como interagimos com nossos projetos ou coisas que nem parecem tão estranhas, até alguém de fora da profissão comentar, arquitetos têm, em geral, hábitos muito particulares...



Para obter mais informações visite archdaily

Comentários?

URBANISMO

AUDIÊNCIA PÚBLICA DISCUTE EDITAL DO BRT
DA GRANDE FLORIANÓPOLIS

(Publicado em 28/11/2016)



A previsão da Secretaria de Estado do Planejamento é implantar 57 quilômetros de vias e faixas exclusivas para o ônibus, 36 estações e quatro terminais de integração, além de sistema de controle operacional para supervisionar a operação.

O sistema está previsto em locais como São José, Estreito e a Via Expressa. Os primeiros trechos devem entrar em operação no final de 2017.



Para obter mais informações visite g1.globo

Comentários?

Concursos de Arquitetura

ESTUDANTES DE ARQUITETURA GANHAM MENÇÃO HONROSA NO PRÊMIO TIL DE BUENOS AIRES

(Publicado em 28/11/2016)




O projeto que levou menção honrosa nesta edição de 2016 – que aconteceu no final do mês passado – era voltado para habitação social de uso misto. “Fizemos um projeto voltado para o bairro do Farol, próximo da área da favela do Bolão. Nossa preocupação foi relocar a comunidade para que eles pudessem ter acesso fácil e não sofressem com o impacto do projeto”, esclareceu Karol.

O projeto possui três torres e é considerado ousado. Isso porque ele traz uma outra preocupação que vai além de ser apenas um edifício de moradia e serviços. “Nossa ideia sempre foi transformar a obra em um ícone para a cidade e não apenas ser um projeto de moradia. A arquitetura e o urbanismo possui essa função e colocamos esse olhar no nosso projeto, que inicialmente era apenas um trabalho para uma disciplina da faculdade”, afirmou a estudante.



Para obter mais informações visite caubr

Comentários?

ENGENHARIA

SEGUNDA ETAPA DO 9º CNP COMEÇA NO DIA 1º DE DEZEMBRO

(Publicado em 30/11/2016)



Tem início hoje (01/12), o 9º Encontro Nacional de Profissionais (CNP), que reunirá cerca de 600 delegados em Brasília analisar as 54 propostas aprovadas durante a primeira etapa do Congresso, realizado de 01 a 03 setembro, em Foz do Iguaçu (PR).

Esta edição do CNP tem como tema central “O Sistema Confea/Crea e Mútua em defesa da Engenharia e da Agronomia Brasileiras”, além dos eixos temáticos: Defesa e fortalecimento da Engenharia e da Agronomia junto à sociedade; Tecnologia e inovação; e Carreira e prerrogativas da Engenharia e da Agronomia.



Para obter mais informações visite confea

Comentários?

ENGENHARIA

CONFEA AUTORIZA REGISTRO DE 64 ENGENHEIROS PORTUGUESES

(Publicado em 30/11/2016)



A Ordem dos Engenheiros de Portugal anunciou, no início do mês, que os primeiros 64 engenheiros portugueses que pediram o registro para o exercício pleno da sua atividade profissional no Brasil receberam autorização do Confea.

"O resultado conseguido resulta de um grande esforço das partes envolvidas e da vontade que o Brasil demonstrou ao criar uma situação de exceção para os portugueses, pois a lei brasileira obriga ao prévio reconhecimento por universidades brasileiras dos diplomas acadêmicos obtidos no estrangeiro", diz o comunicado da Ordem.

A aprovação dos processos de registro desses profissionais aconteceu na sessão plenária de outubro do Confea. Assinado em setembro de 2015, o Termo de Reciprocidade representa a primeira experiência de mobilidade profissional voltada para engenheiros brasileiros e portugueses.



Para obter mais informações visite creasp

Comentários?

ENGENHARIA

TORRE DE XANGAI É O ARRANHA-CÉU DO ANO

(Publicado em 29/11/2016)



Já é conhecido o grande vencedor do Prémio Emporis de Arranha-Céus, uma das mais prestigiadas distinções mundiais de edifícios de grande altura. O escolhido deste ano foi a Torre de Xangai o gigante asiático de 632 metros de altura projetado pelo gabinete norte-americano Gensler.

Os outros integrantes do Top 10 foram a Torre Evolução, na Rússia, Il Dritto, em Itália, o Jiangxi Nanchang Greenland Central Plaza, na China, o ABODE 318, na Austrália, a Icon Bay, nos EUA, a Torre D1, nos EAU, o 432 Park Avenue, nos EUA, a Citygate, Áustria e o edifício ÏCE II, no Canadá.



Para obter mais informações visite engenhariacivil

Comentários?

Divulgação

NATAL 2016


PRESENTE PERFEITO PARA ESTE NATAL




• ADMINISTRAÇÃO DE ESCRITÓRIOS DE ARQ. E ENG. (R$ 60,00)
• MARKETING PARA ENGENHARIA E ARQUITETURA (R$ 45,00).
• NEGOCIAR E VENDER SERVIÇOS DE ENG. E ARQ. (R$ 45,00)
• VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL (R$ 30,00)
• MANUAL DO ENGENHEIRO RECÉM-FORMADO (R$ 45,00)
• ARQUITETO 1.0) (R$ 45,00)



Faça compra em quantidades, ganhe descontos especiais e receba os livros com pacotes para presentes

(custo do correio: verifique no site as opções PAC, SEDEX e SEDEX 10)

Vai perder essa oportunidade? Clique --- AQUI para aproveitar.

EDUCAÇÃO

HARVARD EXIGE MIL PÁGINAS DE LEITURA POR SEMANA, DIZ ALUNA

(Publicado em 02/12/2016)



Segundo a paulista Tábata Amaral, que se graduou em Ciências Políticas e Astronomia pela Universidade de Harvard, a instituição se diferencia de todas as outras em três pontos principais: o foco no pensar, e não no conteúdo; o contato com pessoas que são as melhores do mundo em suas áreas; e a formação de pessoas englobando seus mais diferentes interesses.




Para obter mais informações visite exame.abril

Deixe AQUI o seu comentário

EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DE CAMPINA GRANDE BUSCA PROFESSOR SUBSTITUTO
NO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

(Publicado em 30/11/2016)



A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), na Paraíba, está com inscrições abertas para uma vaga de professor substituto no curso de engenharia civil até a próxima sexta-feira (2). A oportunidade é na área de Recursos Hídricos e Saneamento e o interessado deve ter graduação e mestrado em engenharia civil ou em áreas afins.



Para obter mais informações visite techne.pini

Comentários?

GESTÃO DE CARREIRA

QUANTO VALE A SUA MARCA



Você já experimentou fazer a pergunta acima trocando “Fulano de Tal” pelo seu nome Afinal, quanto vale o seu nome? Quanto vale a sua “marca” pessoal?

Esse negócio de que agora cada indivíduo é dono de uma empresa chamada “Você SA”, acredite, é a mais pura verdade. Talvez o termo correto não seja “empresa”. Talvez seja melhor dizer que cada pessoa representa uma entidade. Uma grife. Porque, afinal, “empresa” lembra relação comercial e (embora muita gente esteja) nem todo mundo está no mundo “à negócio”. Existem muitas pessoas, cujos objetivos pessoais passam muito longe das relações de compra-e-venda envolvendo algum tipo de dinheiro.

Mas todo mundo, de uma forma ou de outra, deseja “produzir benefícios” para si ou para os seus. E é aí que entra o conceito de Marca Individual.

Capacidade de “Produzir Benefícios para Terceiros”. Essa parece ser a chave para medir o valor de uma marca individual. O pressuposto é que gerando benefícios para os outros você obterá benefícios legítimos para você.

Faça o seguinte exercício mental: digamos que você comece a dizer (para todas as pessoas que prestam atenção ao que você diz) qual é o supermercado da sua preferência.

O que você acha que vai acontecer? Essas pessoas vão considerar a sua sugestão? Na próxima vez que forem às compras elas vão pensar no que você disse? E as vendas do tal supermercado, vão sentir os efeitos das suas declarações?

Você já deve ter percebido que o valor da marca “Fulano de Tal” está ligado a, pelo menos, três características fundamentais: credibilidade, habilidades de comunicação e acesso a um grande número de potenciais seguidores.

Perceba que o valor de uma pessoa não é, necessariamente, repassado para o valor do seu nome, da sua marca. É preciso que as outras pessoas reconheçam as suas qualidades, suas virtudes, seus conhecimentos e suas habilidades.

Ao reconhecerem as suas características positivas as pessoas atribuirão crédito às suas palavras. Pronto, você já marcou ponto no quesito Credibilidade.

Para que as pessoas ouçam e entendam o que você diz (e se tornem seguidoras) é importante que você domine os códigos, as técnicas de comunicação, a linguagem de cada veículo e as características de cada meio. Isto geralmente requer algum talento natural acrescido de treinamento e exercícios.

Por fim, um diferencial importantíssimo que distingue uma “grife” pessoal de outras é a quantidade de pessoas atingida pelas suas idéias. Mas não se iluda (nem se desespere) pensando que o valor de uma marca pessoal é diretamente proporcional ao número de pessoas atingidas. A qualidade (poder de decisão, poder aquisitivo, nível cultural, influência...) dessas pessoas é fundamental. De nada adianta ter um público enorme se essas pessoas não são capazes de contribuir para nenhuma transformação positiva. Não produzem benefícios.



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | professor@eniopadilha.com.br



---Artigo2006 ---Administração ---Gestão de Carreira

Comentários?

ADMINISTRAÇÃO - GERAL

QUE TIPO DE EMPREENDEDOR É VOCÊ?
Ramon Barbosa

Existem basicamente 3 tipos de empreendedores. Sendo que, dois deles, tornaram-se mais populares, especialmente de 2015 pra cá, em virtude da crise. Conhecer que tipo de empreendedor é você, é importante para saber o que exatamente você precisa fazer para alcançar o que você deseja – o sucesso.



Está preparado?

Continue a leitura...



Para obter mais informações visite administradores

Comentários?

ADMINISTRAÇÃO - GERAL

A ÉTICA É O NOSSO PROPÓSITO
MARCELO CASTILHO

(Publicado em 24/06/2016)



A ética deve nortear as nossas ações, seja na vida pessoal, seja na vida profissional.

Principalmente, nas organizações nós precisamos discutir e debater sobre a ética: O que eu estou fazendo é ético? O meu propósito com os nossos colaboradores e clientes são éticos? O meu propósito pessoal está entrelaçado com os propósitos da organização que eu trabalho? Eu acredito na minha organização?

Devemos olhar a ética como algo relacionado ao bem-comum, onde os nossos esforços devem ser direcionados para fazer o bem e satisfazer as necessidades das pessoas. Oscar Motomura em seu artigo “Solução pela Ética” escreveu que se a ética é a escolha pelo bem-comum, decidir não agir porque existem dificuldades e incertezas não é ético.

Realizar um trabalho sem preocupação com a qualidade, sem estar alinhado com as necessidades de nossos clientes e da nossa organização, não é ético. Cultivar a cultura de espalhar boatos falsos, de levantar da cama desanimado todos os dias e não sorrir para as pessoas de sua equipe, não são atitudes éticas.

Atitudes éticas são aquelas que criam valor para a sua organização e para os seus clientes. São aquelas atitudes que te dão orgulho e motivação todos os dias para criar mais soluções inovadoras, que despertam a sua criatividade e que melhoram a vida das pessoas. Que estão voltadas para a geração de novas soluções, não aceitam argumentos negativos e questionam atitudes incoerentes. É liderar para o crescimento de todos os envolvidos e não apenas para si.

Desta forma, a ética precisa ser cultivada todos os dias e transmiti-la por meio de nossas ações ao maior número de pessoas, pois é por meio dela que seremos cidadãos honestos, responsáveis e eficazes, na busca de soluções para resolver (senão todos) a maioria dos problemas do mundo.



Para obter mais informações visite administradores

Comentários?

ADMINISTRAÇÃO - GERAL

5 DICAS PARA TURBINAR SUA EMPRESA COM MELHOR
PLANEJAMENTO FINANCEIRO

Manter a estrutura financeira organizada e equilibrada é o primeiro e o mais importante desafio do empreendedor. Para isso, ele deve contar não apenas com as ferramentas tradicionais de controle e planejamento, mas também com a tecnologia e estratégias de negociação.

Esses fatores, quando combinados, fazem com que o planejamento aconteça de forma mais simples e barata que o imaginado por muitos. Impor disciplina nos gastos e atenção a toda movimentação financeira é o segredo das empresas saudáveis.

O Administradores selecionou 5 maneiras de melhorar o planejamento financeiro da empresa e evitar problemas futuros. Confira:



Clique sobre a imagem ou AQUI para obter mais informações no site administradores

Comentários?

ADMINISTRAÇÃO DE MERCADO (MARKETING)

O BOM NOME DE UMA EMPRESA

Al Ries e Jack Trout, no famoso livro "As 22 Consagradas Leis do Marketing" dizem que o marketing é uma guerra cujo campo de batalha é a mente dos clientes. Nessa guerra os clientes são submetidos a um bombardeio constante de publicidade e promoção, via TV, jornais, rádio, internet, outdoors, placas, cartazes, revistas, letreiros, luminosos, panfletos no pára-brisa do carro... Nesse campo de batalha, colocar no mercado uma marca ou firmar a posição para o nome de uma empresa tem se transformado em um desafio grandioso. São milhares, milhões de reais gastos em campanhas de lançamento de uma marca ou de uma empresa nova.

Por isso é que considero importante (estrategicamente importante) pensar muito antes de definir o nome de uma empresa prestes a se lançar nessa guerra do mercado. Engenheiros e Arquitetos, antes de definir que nome darão aos seus escritórios devem levar em conta algumas regrinhas:

Um: procure uma palavra que identifique o tipo de negócio que a sua empresa pretende desenvolver. Esta regra, no entanto, traz em si três armadilhas das quais você precisa escapar:

 • escolher um nome que já exista no mercado ou que seja muito semelhante a outro já existente;

 • escolher um nome que seja muito restritivo, isto é, um nome que identifique uma única atividade dentro de um ramo de negócio que permite múltiplas possibilidades. Exemplos: FERROFORT (para uma empresa que trabalhe com metáis) ou TUBOMAX (para uma empresa de artefatos de cimento). depois de algum tempo é natural que essas empresas estejam trabalhando com coisas que não sejam apenas ferro ou tubos;

 • escolher um nome original, mas que possa vir a ser adotado por outra empresa, no futuro. Neste caso existem dois antídotos: um é fazer o registro do nome no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) e o outro é investir em campanhas institucionais de divulgação do nome. As duas medidas devem ser adotadas conjuntamente.

Dois: procure definir um nome simples, fácil de ler, fácil de pronunciar e que, ao ser dito por telefone não precise ser cuidadosamente soletrado. Nomes muito complicados consomem muito mais recursos no processo de divulgação e fixação.

Três: fuja da tentação de usar o seu sobrenome (apenas o sobrenome) para identificar a sua empresa. Existem pelo menos três bons motivos para você não fazer isto.

 • o nome da empresa deve ser parte do seu patrimônio realizável, juntamente com o patrimônio físico e com o patrimônio representado pelos seus clientes. Salvo em raríssimos casos, ninguém estará disposto a pagar algum dinheiro pelo nome de uma empresa se ele for o sobrenome do empresário que a está vendendo. Se eu tivesse uma empresa chamada PADILHA e a vendesse para outra pessoa, essa pessoa estaria comprando, na verdade, as instalações físicas e, eventualmente, a participação no mercado. O nome PADILHA certamente seria trocado por outro nome. A gente vê isso acontecer todas as semanas;

 • as vezes um sobrenome é conhecido, tradicional, representativo e de alguma coisa boa em uma certa cidade e arredores. Mas os benefícios do uso desse sobrenome para a empresa só será sentido em nível local. Não há benefício real quando se pensa em conquistar outras fronteiras, globalizar as atividades. Aí o sobrenome pode até atrapalhar, se for uma palavra muito esquisita, cheia de consoantes, tremas, e outras complicações. Haja despesas em publicidade para fixação do nome;

 • o seu sobrenome não pertence somente a você. Você não tem nenhum controle sobre ele. Nada impede o Jô Soares de usar o seu sobrenome como fez com o meu (em 1979, e você se lembra disso até hoje, com certeza). Nada impede uma figura pública, mesmo não sendo da sua família, mas com o mesmo sobrenome, de sair dizendo bobagens pelo Brasil a fora. Nada impede um irmão, um primo, um tio ou mesmo outra pessoa que não tenha nada a ver com a sua família (a não ser a coincidência do sobrenome) de ter uma empresa fracassada, fraudulenta, corrupta... enfim, de virar uma referência negativa que você sempre vai ter de explicar antes de iniciar qualquer negócio.

Quatro (uma boa notícia, pra finalizar): o uso do nome+sobrenome, no entanto, é uma boa alternativa para escritórios individuais, em início de atividade, pois permite conjugar esforços do marketing pessoal com os do marketing profissional (empresarial). A sugestão é que o profissional se lance no mercado com o seu próprio nome e depois de uns cinco ou seis anos comece o processo de transição para uma marca comercial com os benefícios já avaliados no item três.



ÊNIO PADILHA
www.eniopadilha.com.br | ep@eniopadilha.com.br

Comentários?

ÚLTIMAS INFORMAÇÕES

PUBLICAÇÕES ANTERIORES


Nosso site é atualizado todos os dias à meia noite. As informações de ontem não estão mais na primeira página de hoje.
Para ver o conteúdo publicado nos dias anteriores clique sobre a data, no calendário (abaixo). Ou faça uma busca interna no site, utilizando o buscador (coluna da direita, acima)

ÚLTIMAS INFORMAÇÕES

ACOMPANHE NOSSAS REDES SOCIAIS